ESG: entenda a sigla que está mudando o mundo

ESG é uma sigla que teve sua busca triplicada nos últimos 12 meses de acordo com o Google Trends. Você sabe o que ela significa?

ESG é um acrônimo que vem do inglês Environmental, Social e Governance (ambiental, social e governança). No Brasil, é possível ver a representação da sigla também como ASG. De acordo com levantamento feito pelo Google Trends a pedido do Valor Econômico, o Brasil foi o país latino-americano que mais pesquisou sobre a sigla ESG nos últimos 12 meses e um dos 25 países no mundo que mais buscou sobre o tema nesse mesmo período.

O termo ESG foi formalizado em 2004 em um relatório do Pacto Global (iniciativa da ONU que tem como principal objetivo a adoção de princípios humanos, de trabalho, meio ambiente e anticorrupção em uma agenda até 2030). Na publicação, Kofi Annan convida executivos de grandes empresas a integrar os três fatores do ESG no mercado de capitais. A partir daí, a sigla ESG passou aos poucos a ser usada no lugar de sustentabilidade. Essa é uma maneira de se referir a empresas que fazem o seu papel para serem socialmente responsáveis, ambientalmente sustentáveis e administradas de maneira correta.

Environmental, social & governance

Mas, é preciso entender um pouco mais profundamente o que entra em cada uma das letras que formam o ESG:

E: faz referência às atividades voltadas ao meio ambiente, como práticas voltadas ao aquecimento global, emissão de qases poluentes, poluição de água, solo e ar, desmatamento, economia e eficiência energética, desmatamento, otimização de recursos ambientais.

S: aqui, toda parte de responsabilidade social está envolvida – o impacto das empresas na sua comunidade e na sociedade como um todo. Relacionamos a essa questão o respeito aos direitos humanos, a diversidade, a proteção de dados e privacidade, satisfação dos clientes, relação com a comunidade em que está envolvida, salário justo, segurança do trabalho, entre outros.

G: por fim, a parte de governança está atrelado às políticas, processos e estratégias adotadas na administração das empresas. Temas como a conduta corporativa, práticas anticorrupção, assédio, auditorias, transparência de dados, respeito aos clientes e aos consumidores estão diretamente ligados a esse ponto.

Mais do que uma sigla, o ESG hoje está ligado ao futuro das empresas. Uma pesquisa da consultoria McKinsey mostrou que 83% dos líderes de empresas esperam que os programas de ESG contribuam com o aumento do valor da empresa para acionistas nos próximos 5 anos. E segundo a consultoria PwC, 77% dos investidores institucionais pesquisados planejam parar de comprar produtos não ESG nos próximos dois anos.

E sua empresa, já está se preparando para esse movimento? Como estão suas práticas internas? Como seu time está lidando com essas iniciativas? Nós da Evope podemos te ajudar na governança em direção a este futuro. Quer saber mais? Acesse nosso site www.evope.com.br e entenda melhor!

A  cresceu. Agora somos a , focados na evolução de pessoas e integração de times.