Liderança 4.0

Com a chegada do conceito 4.0, muitos dos assuntos relacionados ao nosso cotidiano, devem ser revistos com essa mentalidade e a liderança não pode ficar de fora desse movimento.

Certamente você já está familiarizado com a nomenclatura 4.0, não é mesmo? Já inclusive falamos sobre este assunto aqui. Ele tem mobilizado muitas transformações no mercado, e a liderança não tem como ficar de fora dessas mudanças. A liderança 4.0 consiste em todo processo tecnológico e digital que tem ocorrido nas últimas décadas que transformaram mercado, indústria e os serviços e que afetou fortemente a maneira de como são geridas as pessoas.

O foco da revolução 4.0 são as pessoas, sendo assim, a liderança também deve estar focada principalmente no humano, nas equipes. Além disso, deve estar extremamente preparada para lidar com a agilidade de informações e das transformações que estão sendo inseridas no nosso cotidiano.

O mundo 4.0 tem provocado mudança em muitos aspectos do mercado

O estilo de gestão do 4.0 é muito mais engajado, a comunicação mais acessível e horizontalizada. O líder 4.0 deve inspirar confiança e se preocupar com o desenvolvimento não só profissional, mas também pessoal da sua equipe. A condução do trabalho deve ser feita por meio de três pilares: motivação, inspiração e respeito. É fundamental que o líder 4.0 ande lado a lado com a sua equipe. O acompanhamento constante e os feedbacks positivos podem ser instrumentos importantes para o novo modelo de gestão (lembra que falamos por aqui dos feedbacks?).

A liderança 4.0 está baseada em quatro pilares de inteligência. A primeira delas, é a chamada inteligência contextual, dentro dela, podemos colocar habilidades como a adaptabilidade, a capacidade de contextualizar as situações e a conectividade para que sua rede de contatos te ajude a atingir os resultados. A segunda, é a inteligência física, que podemos entender como a capacidade de saber cuidar do bem-estar, seja ele o próprio, seja da sua equipe para manter o equilíbrio no dia a dia. O terceiro tipo de inteligência, é a famosa inteligência emocional: é saber lidar com pessoas, exercer a empatia, saber controlar e expressar seus sentimentos para estimular quem está ao seu redor e, além disso, ter acomunicação como uma ferramenta assertiva e o diálogo como uma maneira de criar pontes. Por fim, o último “tipo” de inteligência que podemos basear a liderança 4.0 é a inteligência inspiracional, é através dela que um líder motiva sua equipe, se conectando com propósito, gerando engajamento e ganhando a confiança do time para “comprar” os desafios impostos no cotidiano.

Um dos fatores mais importante nessa gestão 4.0 é a proximidade do líder com os seus liderados. Esse convívio traz comprometimento de ambos os lados. E uma das maneiras mais eficazes de estar próximo, é saber como sua equipe está desenvolvendo o trabalho, é entender quais são as dores e as necessidades na rotina, e saber como isso influencia a produtividade individual e do grupo para a entrega dos resultados.

E para te ajudar a entender como está a rotina e a produtividade da sua equipe, nós da PerfTracker podemos te ajudar. Através de um diagnóstico do cotidiano dos colaboradores, nossa ferramenta permite que você entenda como sua equipe está produzindo para que essas informações te orientem nos pontos que podem ser melhorados. Desta forma é possível atingir os resultados esperados de maneira mais eficiente. Ficou interessado? Se quiser saber mais, acesse www.perftracker.com.br e converse com nossos especialistas para conhecer um mundo de possibilidades!

A  cresceu. Agora somos a , focados na evolução de pessoas e integração de times.