Os benefícios de ter um mature na empresa

Contratar funcionários mais velhos pode ser uma ótima opção. Sua empresa também pensa assim?

Você já ouviu falar no termo mature? Ele tem sido usado para designar pessoas com 50 anos ou mais, em especial dentro das empresas. Segundo o IBGE, o crescimento da população brasileira desacelerou de 2010 para cá, ou seja, a cada ano, a população cresce menos. A relação entre idosos e jovens, está diminuindo cada vez mais, e a expectativa é que os habitantes com mais de 60 anos, sejam 32% do país, dobrando o que temos hoje – teremos mais idosos no Brasil do que crianças.

Com os avanços atuais da medicina, as pessoas com mais de 50 anos estão no auge de sua saúde e produtividade. Antes, era comum que aos 50 anos o profissional estivesse se aposentando e pensando apenas em descansar e curtir a vida, afinal a expectativa de vida não era tão alta quanto hoje. Atualmente a expectativa de vida média do brasileiro gira em torno de 80 anos para mulheres e 73 anos para os homens. Fica difícil pensar em se aposentar aos 50 e passar mais de 20 anos descansando não é mesmo?

A instabilidade política que o país atravessa também colabora para estes dados. Com a indefinição a respeito da reforma da previdência, os profissionais estão demorando mais para se aposentar e os que se aposentam, dificilmente ficam fora do mercado de trabalho. A grande maioria busca formas alternativas de complementar a renda: seja abrindo um negócio próprio, se esse era um sonho antigo, seja prestando consultoria, para passar as experiências adquiridas durante o tempo, ou entre mil outras opções.

Mas porque não pensar em manter os mature dentro das empresas? As companhias tem muito a ganhar se pensarem em abrir espaço para estes profissionais com mais idade, se souberem o que querem e se conseguirem ir além dos estereótipos (sejam eles positivos ou negativos). Além disso, a contratação de profissionais mais velhos tem sido encarada também como um quesito na busca por diversidade dentro das organizações (lembra que falamos já sobre diversidade e sua importância aqui?

Mas porque as empresas ainda tem dificuldade de contratar esses profissionais?

Algumas empresas tem muito receio para contratar profissionais mais velhos. De acordo com o estudo Envelhecimento da Força de Trabalho no Brasil, realizado pela consultoria PWC, apenas 1% dos cargos em mais de 100 empresas avaliadas são ocupados por pessoas com mais de 65 anos. Além disso, 70% das companhias acreditam que ter os mature no seu quadro de funcionários é mais caro. E por fim, 69% acreditam que eles não se adaptam bem a mudanças e 63% os enxergam como acomodados com a aproximação da aposentadoria.

Essa percepção muitas vezes vem apenas do preconceito, que, na maioria das vezes, não é assumido. Para ajudar a mudar essa visão, listamos abaixo alguns dos (vários!) benefícios que empresas com funcionários mature podem esperar com essa contratação:

  1. Experiência: esse é quase que óbvio, não é mesmo? Mas muitas vezes esse fator é esquecido, ou quando colocado na balança, o “preço” (muitas vezes imaginário), acaba pesando muito mais do que a vivência que só tem a agregar valor a sua companhia.
  2. Qualificação: por terem que se manter cada vez mais tempo no mercado de trabalho, os mature tem que buscar se destacar entre os outros funcionários, para tanto, esta faixa etária tem buscado muito se manter mais atualizados e buscam mais qualificações, colocando-os um passo a frente dos outros candidatos. Assim, mesmo que o colaborador mais velho possa sair mais caro que um funcionário recém chegado ao mercado, ele pode por outro lado, com sua formação e qualificação trazer mais lucros para a empresa.
  3. Resiliência: os profissionais mais velhos tendem a ser pessoas menos ansiosas, que se deslumbram menos com a carreira e que não se decepcionam tão fácil com os obstáculos que possam vir a surgir. Portanto, podemos afirmar que são mais resilientes e prontos para enfrentar diversas situações.
  4. Mentores: os mature podem ser ótimos mentores para os mais novos na empresa. Pacientes, esses colaboradores são sempre muito indicados para lidar com membros mais jovens na equipe, ou até mesmo para atender clientes.
  5. Poder de decisão: falando de uma vertente da experiência, o poder de decisão dos profissionais mais velhos, faz toda diferença, principalmente nos momentos de tomada de decisão. Eles costumam ser mais ágeis e assertivos nas deliberações por carregarem uma bagagem maior que os outros.
  6. Fator liderança: a liderança costuma ser uma característica frequente. O grupo na maioria das vezes percebe o mature com uma forma respeitosa e que exerce uma liderança natural. Além disso, estão mais acostumados a trabalhar orientados por indicadores de desempenho e metas.
  7. Dedicação: as motivações e ambições de um profissional que já passou dos 50 anos é bem diferente dos recém chegados ao mercado. Com outras áreas da vida geralmente mais desenvolvidas e consolidadas: formaram família, os filhos já estão mais velhos e provavelmente concluíram os estudos, etc. estes profissionais conseguem trabalhar com mais foco. Além disso, já que as oportunidades para essa faixa etária são mais escassas, eles estão mais dispostos a mostrar o quanto podem render.
  8. Produtividade: o que mais as empresas buscam hoje é aumentar a produtividade, não é mesmo? Então, é importante considerar que os colaboradores mais velhos são mais tranquilos, tem maior poder de concentração, e portanto, são muito produtivos.

E então, já se convenceu? Um colaborador com mais idade só tem a acrescentar dentro da sua empresa. Muitas companhias já tem programas de contratação voltada para os 50+. E anote mais uma dica para te fazer pensar um pouco mais sobre o assunto: o filme “Um senhor estagiário”. Nele, Jules Ostin (Anne Hathaway) é a criadora de um bem-sucedido site de venda de roupas que. Ela leva uma vida bastante atarefada, devido às exigências do cargo. Quando sua empresa inicia um projeto de contratar idosos como estagiários, em uma tentativa de colocá-los de volta à ativa, cabe a ela trabalhar com Ben Whittaker (Robert De Niro). Aos 70 anos, Ben leva uma vida monótona e vê o estágio como uma oportunidade de se reinventar. Por mais que enfrente o inevitável choque de gerações, logo ele conquista os colegas de trabalho e se aproxima cada vez mais de Jules, que passa a vê-lo como um amigo.

E por falar em produtividade, se você quiser manter a produtividade da sua empresa, nós podemos te ajudar! Quer saber mais? Acesse www.perftracker.com.br e saiba mais!

A  cresceu. Agora somos a , focados na evolução de pessoas e integração de times.